ERP Infor na Indústria: o que considerar na hora da escolha?

por | 18/03/2022 | FISCAL

Por Claudia Vasquez

A implementação de sistemas de gestão interna, como um ERP para máquinas e equipamentos industriais, acabam por ser imprescindíveis. Já há muito tempo deixou de ser opcional para as empresas mais tradicionais a adoção de recursos tecnológicos que otimizam e conectam diversas áreas da organização.

Os avanços tecnológicos têm trazido significativas mudanças para as indústrias de todos os modelos, tamanhos e mercados. Isso é a nova revolução industrial, a Indústria 4.0, em que as otimizações sobre a produção, sistemas de negócio, automação de equipamentos e processos tomam lugar central e ditam as novas maneiras de fechar negócios no mundo moderno.

Se ainda não sabe como escolher um desses sistemas para sua indústria, você está no lugar certo. Neste artigo, abordaremos os principais aspectos que permeiam a implementação de um ERP em uma indústria, como seu funcionamento, vantagens e alguns outros detalhes — que certamente ajudarão na sua decisão e no processo de transformação de seus negócios. Acompanhe!

O que é um ERP?

Um ERP — Enterprise Resource Planning ou Sistema de Planejamento de Recursos Empresariais, em português — é uma solução completa para gestão de inúmeros modelos de negócio. Usando dados e diversas informações dos processos internos, como controle de entrada e saída de matéria-prima, processo de vendas, recursos humanos, entre vários outros, sua organização pode se destacar muito nos empreendimentos industriais.

Isso acontece porque, com um ERP para máquinas e equipamentos industriais, é possível gerenciar e controlar aspectos internos da companhia, promovendo melhorias na qualidade, atendimento ao cliente e promover condições para elevar a produtividade de seus colaboradores.

A ferramenta conta com integrações que estendem a capacidade das operações industriais, proporcionando mais confiança, agilidade e compartilhamento das informações entre os diferentes setores da empresa.

Como um ERP funciona

Um ERP, basicamente, funciona a partir de um banco de dados. Ele atua como uma plataforma, agregando informações a partir dos setores internos e disponibilizando-os em apenas um sistema. Nele, temos acesso a detalhes da produção, venda, situação dos colaboradores e qualquer outra informação, desde que o setor esteja conectado e que seja incluído no banco de dados da companhia.

São as mais diversas ferramentas de gestão que esse recurso disponibiliza. Além dos mais básicos, como relatórios personalizados, acesso a registros em tempo real e capacidade acelerada de comunicação e compartilhamento de informação entre as equipes, é possível a utilização de um ERP para insights mais precisos e análises preditivas com o uso de Inteligência Artificial e Machine Learning.

Sobre a importância de implementar um ERP em sistemas industriais

Para o setor industrial, com a utilização de um ERP para gerenciamento desses aspectos, a ferramenta assume-se como a espinha dorsal de todo o processo de produção. Na indústria, especificamente um ERP precisa gerenciar uma série de outras questões, além de todas as áreas administrativas do negócio, para o bom andamento das plantas.

Por exemplo, elementos como Engenharia de Produtos ou lista BOM (Bill of Materials) são de extrema importância quando trabalhamos em uma manufatura moderna. As funções de um ERP industrial contemplam soluções que facilitam e dinamizam o preenchimento, leitura e organização desses dados.

Para o planejamento, temos acesso a questões relevantes e sólidas referentes à rastreabilidade dos materiais confeccionados e em estoque, assim como informações gerais sobre a fábrica. O mesmo ocorre com questões que envolvem um MRP — Material Requirement Planning — possibilitando um uso dinâmico e com a inserção de dados sendo realizada automática e instantaneamente por meio das conexões realizadas pela ferramenta.

Um maior controle da produção e dos recursos na manufatura

Nos processos industriais, temos uma exigência sobre o domínio e controle dos mais diversos aspectos, nos quais um ERP pode ajudar muito sobre a decisão de direcionamento de recursos pelos gestores. Os principais deles são:

  • controle sobre a produção;
  • controle sobre os custos em geral, desde as matérias-primas até ao de componentes para a fabricação de nossos produtos;
  • controle sobre a margem de lucro e custos do produtos fabricados e negociados.

E saiba que não é apenas nesses quesitos que os ERPs utilizados nas indústrias agregam valor. Outras questões também muito relevantes, como qual é a eficiência de nossa produção e apontamentos de problemas na linha produtiva, que certamente reduzirão qualquer prejuízo ainda não notado apenas pelas observações de suas equipes durante o cotidiano.

As vantagens de se ter um ERP para máquinas e equipamentos industriais

Com todas essas informações centralizadas em um único sistema, os gestores responsáveis poderão ter inúmeras facilidades para uma administração mais inteligente e eficiente.

Um sistema ERP usado em manufaturas é capaz de centralizar as informações de toda a empresa, incluindo máquinas e equipamentos, que podem ser inseridos na plataforma para serem observados detalhadamente pelos colaboradores e supervisionados pelas equipes de gestão.

Automação, controle do estoque de materiais e de produtos, status da produção em tempo real e análise aprofundada de toda a rede produtiva e das finanças do negócio são apenas algumas das otimizações que a implementação de um ERP industrial poderá oferecer em uma fábrica, seja qual for a área na qual atua.

Como escolher o modelo ideal de ERP para uma indústria?

Como no mercado existem vários modelos de sistemas ERP, para todos os tipos de negócio, é comum encontrarmos gestores confusos sobre qual deles escolher para as empresas manufatureiras, já que elas têm especificidades em relação aos outros modelos. De início, precisamos nos ater a questões acerca das necessidades latentes da indústria em que operamos e quais das estruturas necessárias já temos preparadas para o recebimento dessa nova tecnologia, garantido que tudo esteja conectado

É bom notar que o modelo ideal de um sistema ERP para implementação em uma indústria — incluindo os equipamentos, maquinários e recursos humanos — vai variar para cada caso. É importante que o setor de Tecnologia da Informação (TI) da empresa esteja engajado com os processos de produção, integrando todo e qualquer componente ou operação interna do negócio, de modo a tornar possível o recebimento de cada detalhe pela plataforma ERP que será utilizada.

Tudo precisa estar conectado

É essencial lembrar, também, que, com a utilização de um ERP, será necessária a inserção de cada operação durante o dia a dia no sistema pelos colaboradores — ou, quando for o caso, de equipamentos e máquinas conectados. Isso possibilitará que as análises em tempo real sejam eficientes e sólidas em seu sistema. Soluções na nuvem oferecidas pela Infor, como a Cloud Suite, permitem realizar essa integração em tempo real, possivelmente trazendo, com isso, um considerável aumento da produtividade de sua empresa.

Concluindo, como vemos no decorrer deste artigo, há diversas razões para se investir em um sistema ERP para máquinas e equipamentos industriais. É muito importante pesquisar e buscar orientações de especialistas no mercado para melhor compreensão das necessidades específicas da área. Além disso, é necessário acompanhar quais são os melhores softwares que integram ao ERP Infor, como do software fiscal da Compliance Fiscal.

O caminho mais adequado, assim, é implementar uma solução fiscal nativa e inovadora, desenvolvida por especialistas que entendam o complexo sistema brasileiro e as necessidades específicas de sua empresa.

Mas não só isso. A solução especialista deve ser capaz de se integrar completamente ao ERP Infor, automatizando os processos da sua empresa, evitando retrabalhos e, ao mesmo tempo, garantindo a integridade das informações.

Se você ainda está em dúvida sobre qual sistema ERP contratar, entre agora mesmo em contato! Com certeza, nossos especialistas da área ajudarão você a tomar as melhores decisões e apresentarão a você as últimas soluções do mercado.

Este post é uma reprodução autorizada com adaptações do artigo publicado inicialmente no blog Infor, parceira da Compliance Soluções.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.