SST no eSocial para ERPs mundiais: como evitar erros no envio dos eventos?

por | 15/07/2022 | HCM

O envio do SST no eSocial já está em vigor para diversas empresas pelo Brasil. Com isso, os gestores de Departamento Pessoal precisam trabalhar para garantir que o repasse de informações aconteça de forma dinâmica, completa e otimizada.

Mas é claro que não se trata de algo simples. Ainda mais se o processo for realizado de maneira manual, com sistemas legados desatualizados ou apenas com ERPs mundiais que não acompanham a volatilidade da legislação brasileira.

Em outras palavras, o primeiro ponto para assegurar conformidade do SST no eSocial é entender e evitar os principais erros cometidos por alguns gestores de Departamento Pessoal. É exatamente isso que mostraremos a seguir. Confira.

Boa leitura!

Como evitar erros no envio de eventos de SST no eSocial?

Como dito na introdução, um bom caminho para garantir a conformidade no envio de SST no eSocial é conhecer e evitar os principais erros que ocorrem nessas etapas em diferentes.

Confira, abaixo, o que você deve fazer para fugir de problemas.

Conhecer as normas ligados ao SST da sua empresa

Uma falha cometida por muitos gestores e equipes de SST é a não atualização correta em relação às normas de segurança e saúde do trabalho. Em razão disso, eles acabam, por exemplo, repassando documentos errados ou duplicados.

Para evitar esse tipo de falha é importante se manter atualizado em relação às normas e entender quais documentos são fontes de informações para preenchimento dos eventos de SST, identificando e monitorando os trabalhadores expostos a riscos.

Certifique-se de que a sua equipe saiba quando enviar eventos para o SST no eSocial

Como uma obrigatoriedade, a transmissão do SST no eSocial segue normas específicas que devem ser cumpridas pelos responsáveis. Quando há descumprimento a sua empresa corre o risco de sofrer com multas e sanções. Fique atento.

Em relação a cada um dos eventos, estão obrigados os seguintes perfis:

  • Evento S 2210 – empregador, sindicato de trabalhadores avulsos e órgãos públicos em relação aos seus empregados e servidores vinculados ao RGPS, OGMO;
  • Evento S 2220 – empregador, Órgão Gestor de Mão de Obra, o sindicato de trabalhadores avulsos não portuários e os órgãos públicos em relação aos seus empregados contratados pelo regime da CLT, cooperativas;
  • Eventos S 2240 – empregador, OGMO, cooperativa, sindicato de trabalhadores avulsos e órgãos públicos em relação aos seus empregados e servidores vinculados ao Regime Geral de Previdência Social – RGPS.

Entender a relação entre os eventos de folha e os de SST

Para evitar armadilhas é importante que o gestor entenda a relação entre os eventos de folha de pagamento e os de Saúde e Segurança do Trabalho. Ainda mais quando se trata do recolhimento de um tributo denominado Adicional para o financiamento da aposentadoria especial.

Como garantir envios precisos para o SST no eSocial

Agora que você já sabe o que evitar para não cair em armadilhas nos eventos de SST, o próximo passo é garantir um envio completo e preciso.

Esse equilíbrio passa pelo uso de um software especialista que se integra completamente ao seu ERP de classe mundial e conta com funcionalidades como:

  • atualização automática a cada novo leiaute do eSocial;
  • inteligência nativa;
  • tecnologia cloud;
  • mobile.

Com isso, o seu ERP de classe global passa a ser uma ferramenta completa, atendendo a sua empresa em todas as frentes que ela precisar.

Enfim, em época de envio de eventos de SST no eSocial, é importante fugir de armadilhas e contar com soluções completas que facilitem o processo e garantam conformidade legislativa. Siga as dicas apresentadas e assegure a tranquilidade que a sua empresa precisa.

Gostou do artigo? Acesse e fale com um dos nossos especialistas para conhecer a melhor solução de Gestão de Capital Humano do mercado.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.